Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta terça-feira

Investing.com - A Câmara votará um possível pedido ao vice-presidente Mike Pence para remover Donald Trump do cargo de presidente. Uma votação sobre o impeachment está marcada para quarta-feira (13) no (provável) evento de recusa de Pence. Angela Merkel avisa que a Alemanha pode precisar de mais 10 semanas de confinamento, enquanto uma série de dirigentes do Fed darão voz a pensamentos sobre quando será o melhor momento para começar a reduzir as compras de títulos. O American Petroleum Institute divulga dados semanais dos estoques de petróleo.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na terça-feira, 12 de janeiro.


1. Democratas se preparam para impeachment de Trump


O FBI alertou sobre protestos armados e violência potencial nos EUA durante a próxima semana, que culminará na posse de Joe Biden como presidente.

Os democratas da Câmara devem iniciar um processo de impeachment contra o presidente cessante Donald Trump depois que o vice-presidente atrasou em responder a uma chamada para que ele destituísse o magnata do cargo invocando a 25ª Emenda da Constituição. Uma moção apelando formalmente a Pence para agir deve ser votada hoje, com uma votação sobre o impeachment provavelmente acontecendo na quarta-feira.

Já a rede social de direita Parler disse que vai processar a Amazon (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34) por se recusar a hospedar o serviço com a unidade de nuvem AWS. O Facebook (NASDAQ:FB) (SA:FBOK34) também anunciou na segunda-feira (11) que retirará do ar todo o conteúdo com o slogan “Stop the Steal”, ou "pare o roubo", popularizado por Trump após a eleição de novembro.


2. Dirigentes do Fed sugerem redução gradual das compras de títulos no final do ano


Uma série de falas de dirigentes do Federal Reserve deu a entender que eles estariam abertos à ideia de reduzir as compras de títulos do Fed até o final do ano. O presidente do Fed de Richmond, Tom Barkin, o de Atlanta, Raphael Bostic, e o de Dallas, Robert Kaplan, indicaram, em várias aparições públicas, um certo grau de abertura para diminuir o estímulo do quarto trimestre.

O rendimento dos títulos do Tesouro de 10 anos subiu ainda mais em resposta às declarações, para um novo máximo para o ano de 1,16%. Isso manteve o dólar apoiado contra o euro e outras moedas.

Haverá outra enxurrada de falas dos dirigentes nesta terça-feira, começando com Bostic novamente às 10h30, horário de Brasília, seguido pela governadora Lael Brainard às 10h35. Bostic e Kaplan falam às 13h, enquanto a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, e a de Kansas City, Esther George, falam às 14h e 15h, respectivamente.


3. Índices devem abrir em alta; fusão da Steris com a Cantel em foco


Os mercados de ações dos EUA devem abrir modestamente em alta, recuperando algumas das perdas de segunda-feira.

Às 8h30, o Dow Jones futuros subia 0,3%, enquanto o S&P 500 futuros}} avançava 0,3% e os futuros do Nasdaq, que tiveram as maiores perdas na segunda-feira, tinham alta de 0,4%.

ABERTURA: Ibovespa Futuros abre alta após realização de lucro da véspera, seguindo exterior

As ações que provavelmente estarão em foco incluem, novamente, as empresas de redes sociais, que agora estão diretamente no meio de uma nova guerra entre o direito à liberdade de expressão e a repressão aos discursos de ódio. Também serão dignos de nota os fabricantes de dispositivos médicos Cantel Medical (NYSE:CMD) e STERIS (NYSE:STE), que o The Wall Street Journal relatou como estando em negociações de fusão.


4. Alemanha considera estender lockdown em 10 semanas; surto na China desacelera


A chanceler alemã Angela Merkel está considerando uma extensão de 10 semanas para o lockdown no país, que efetivamente garantiria que a maior economia da Europa permaneça reprimida por medidas anti-Covid-19 durante todo o primeiro trimestre.

As taxas de infecção do país têm melhorado nos últimos dias, mas ainda não o suficiente para satisfazer um governo que fez melhor do que a maioria no Ocidente para conter a pandemia. A Alemanha, com cerca de um quarto da população dos EUA, registrou apenas 41.000 mortes, em comparação com os 376.000 dos EUA.

Já a China relatou uma queda em novas infecções na região de Hebei, diminuindo as preocupações sobre a disseminação da nova variante de Covid-19 por lá. Enquanto isso, o primeiro-ministro Abe Suga, do Japão, indicou que pode estender o atual estado de emergência em Tóquio para outras prefeituras, incluindo Osaka e Kyoto.


5. Petróleo sobe antes dos estoques API


Os preços do petróleo bruto subiram para novas máximas de 11 meses, impulsionados por uma combinação de fatores que vão desde o lançamento mais rápido de vacinas nos EUA até as expectativas de uma recuperação nas viagens aéreas na Índia e temores de bloqueios na China.

Às 8h30, os preços dos futuros do petróleo WTI subiam 1,4%, a US$ 53,01 o barril, enquanto os futuros do Brent avançavam 1,5%, a US$ 56,51.

Às 18h30, o American Petroleum Institute apresentará a avaliação semanal dos estoques de petróleo bruto dos EUA. Os números da semana passada foram marcados pela rara ausência de importações da Arábia Saudita.


Fonte Investing.com

0 visualização0 comentário