Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira - Investing.com

Investing.com - Os preços do petróleo bruto atingiram a máxima em oito meses após Opep e seus aliados mantiverem uma frente unida sobre a necessidade de aumento da produção. As mortes de Covid-19 nos EUA atingiram um novo recorde e o presidente eleito Joe Biden disse desejar que os americanos usem máscara durante os primeiros 100 dias de sua presidência. O relatório do mercado de trabalho dos EUA será divulgado às 10h30, horário de Brasília, e as ações sobem na esperança de um pacote de estímulo.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na sexta-feira, 4 de dezembro.


1. Petróleo atinge máxima de oito meses com acordo da Opep+

Os preços do petróleo atingiram o pico de oito meses em uma onda de alívio após o acordo que rege a produção dos maiores produtores do mundo não desmoronar em uma reunião virtual turbulenta que durou quatro dias.

O chamado bloco de produtores OPEP+, que inclui a Rússia, concordou em aumentar a produção em 500.000 barris por dia a partir de janeiro em resposta ao aumento dos preços e à melhoria das perspectivas de demanda para 2021 graças ao progresso no desenvolvimento da vacina Covid-19.

LEIA MAIS: Petróleo retoma alta após acordo da Opep mostrar que grupo está aprendendo

Isso foi contra as expectativas de que os níveis atuais seriam travados por mais três meses. No entanto, é apenas um quarto do aumento de 2 milhões de barris por dida que o grupo havia originalmente previsto para janeiro e, crucialmente para o sentimento do mercado, mantém a aparência de unidade em aceitar a necessidade de contenção contínua da produção.

O Petróleo Brent Futuros operava com alta de 1,11% a US$ 49,25, enquanto o Petróleo WTI Futuros avançava 1,21%, a US$ 46,19.


2. Relatório de empregos Payroll no radar

O mercado de trabalho dos EUA deve ter se fortalecido em novembro, com a criação de 469 mil empregos não-agrícolas e uma queda na taxa de desemprego de 6,9% para 6,8% em outubro.

Um panorama mais atualizado do mercado de trabalho também apontou para alguma resiliência, com os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caindo pela primeira vez em três semanas.

O relatório Payroll deve ser publicado às 10h30, como de costume. A balança comercial dos EUA também será divulgada no mesmo horário.

Os pedidos à indústria saem ao meio-dia. Durante a noite, as encomendas às fábricas alemãs aumentaram mais do que o esperado, superarando o nível pré-pandemia pela primeira vez. Isso ajudou o euro a se fortalecer para uma nova máxima de US$ 1,2178 em 31 meses, a menos de uma semana da próxima reunião de política do Banco Central Europeu.


3. Ações devem abrir em alta na esperança de estímulo

As ações dos EUA devem abrir em alta com os sinais de que o Congresso aprovará algum tipo de pacote de estímulo nos próximos dias. O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse na quinta-feira que um acordo estava "próximo" e falará com a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, novamente hoje.

No entanto, o próprio plano de McConnell para um pacote de US$ 500 bilhões que indeniza empresas e universidades de responsabilidades ainda está longe dos US$ 908 bilhões propostos por um grupo bipartidário no início desta semana e que foi endossado pela liderança da Câmara.

O Dow Jones Futuros, o S&P 500 Futuros e o Nasdaq 100 Futuros subiam perto dos 0,3%.

ABERTURA: Ibovespa Futuros segue otimismo do exterior com vacinas, alta das commodities


4. Governador da Califórnia alerta sobre novo lockdown

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, alertou que qualquer área do estado onde as unidades de terapia intensiva de hospitais cheguem perto da capacidade total deve entrar em lockdown por três semanas, pressionando ainda mais a economia do estado mais rico e populoso dos EUA.

As mortes em todo o país causadas pela Covid-19 atingiram um segundo recorde diário consecutivo, de 2.879. Isso significa que o país sofreu o equivalente a três 11 de setembro em termos de mortes apenas na semana passada, predominantemente entre a população com mais de 60 anos.

SAIBA MAIS: EUA registram recorde diário de casos de Covid-19; Califórnia prepara novas restrições

O presidente eleito Joe Biden disse à CNN que pediria aos americanos que usassem máscaras nos primeiros 100 dias de sua presidência. Biden também disse que pediria ao Dr. Anthony Fauci, principal nome da frente contra a pandemia no país, que continuasse a servir sob seu comando.


5. Fauci responde a críticas às vacinas; falha na Pfizer (NYSE: PFE)

O próprio Fauci estava no noticiário, rebatendo as críticas aos reguladores de saúde do Reino Unido pelo que ele chamou de uma autorização antecipada da vacina Pfizer-BioNTech esta semana. O Reino Unido deve começar a vacinar as pessoas na próxima semana.

As ações da Pfizer (NYSE:PFE) (SA:PFIZ34) caíram no pré-mercado na quinta-feira depois que o The Wall Street Journal informou que problemas na cadeia de suprimentos levaram a uma menor disponibilidade da vacina no curto prazo. As duas empresas esperavam lançar 100 milhões de doses em todo o mundo até o final do ano, mas agora esperam apenas 50 milhões. No entanto, sua meta de mais de 1 bilhão de doses em 2021 permanece inalterada.


Fonte: Investing.com

4 visualizações0 comentário