Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira - Investing.com

Investing.com - A liquidação de títulos dos EUA segue repercutindo nos mercados globais, com o baixo apetite por risco deixando o EWZ, o principal ETF brasileiro no exterior, e o Ibovespa Futuros de lado.

Espera-se que as vagas de emprego americanas contabilizadas pelo relatório Payroll tenham aumentado em relação ao nível de janeiro.

A decisão da Opep de não aumentar a produção fez com que o petróleo se recuperasse. E a China estabeleceu a meta de crescimento do PIB para este ano abaixo do esperado.

Aqui está o que você precisa saber sobre os mercados financeiros na sexta-feira, 5 de março.

CONFIRA: Calendário Econômico completo do Investing.com


1. Comentários de Powell pesam sobre os mercados globais

A liquidação de títulos dos EUA desencadeada pelos comentários em um discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na quinta-feira, reverberou nos mercados globais, embora as ações europeias em particular tenham retornado após uma abertura fraca. O Índice Dólar, por sua vez, atingiu o maior patamar desde novembro, pesando em moedas emergentes pares do real, como o peso mexicano.

Powell mais uma vez reiterou que o Fed não teria pressa em apertar a política monetária até que haja progresso substancial na redução do desemprego. Os comentários mandaram o rendimento do Tesouro de 10 anos a 1,55% e o de 30 anos a 2,35%. Ambos retrocederam mais tarde, mas o aumento das taxas é um perigo claro para a tendência de refinanciamento de hipotecas americanas. As taxas de hipotecas de 30 anos chegaram a 3% na quinta-feira.

Powell indicou que o Fed não se incomodaria com o aumento dos rendimentos, enquanto os mercados permanecessem "organizados". Embora a corrida para vender títulos do Tesouro de mais longo prazo tenha criado bolsões de estresse no mercado de operações compromissadas, esse ainda é - até agora - o caso.


2. Meta de baixo crescimento da China

A China divulgou uma nova meta de crescimento para 2021 claramente abaixo da maioria das expectativas.

No Congresso Nacional do Povo anual, uma reunião que define as prioridades econômicas para o ano, o premiê Li Keqiang traçou uma meta de crescimento do Produto Interno Bruto de 6%. Isso se compara a uma previsão de 7,9% do Fundo Monetário Internacional no último World Economic Outlook.

Os números sugerem que Pequim deseja retirar algumas das medidas de estímulo poderosas que implementou no ano passado, ciente do forte aumento da dívida pública e privada nos últimos 12 meses. O principal supervisor bancário do país alertou na semana passada sobre bolhas em vários mercados, inclusive no mercado imobiliário doméstico.

Os preços dos metais básicos, que caíram acentuadamente na quinta-feira, se recuperaram durante a noite.


3. Ações americanas e brasileiras devem abrir próximas à estabilidade

Os índices americanos devem abrir modestamente em alta depois de novas perdas na quinta-feira, mas os investidores ficarão cautelosos para não pressionar muito na abertura: o padrão esta semana tem sido de aberturas brilhantes resultando em vendas pesadas quase imediatamente.

Por volta das 9h43, os futuros do Dow Jones, do S&P 500 e do Nasdaq subiam perto de 0,2%.

Por aqui, o alívio momentâneo do lado fiscal, após a aprovação da PEC Emergencial dentro das condições pré-estabalecidas de um máximo de R$ 44 bilhões para uma possível nova rodada do auxílio emergencial, deve ser sufocado pelas incertezas quanto ao andamento da pandemia no país.

Perto das 9h30, o Ibovespa Futuros caía 0,1%, após uma semana de turbulências nas negociações do Congresso. O EWZ caía 0,25% na pré-abertura em Nova York.

ABERTURA: Ibovespa Futuros recua de leve, em linha com exterior, de olho em casos de Covid


4. Payrolls devem vir acima de janeiro

Os analistas esperam que a economia dos EUA tenha adicionado 182.000 empregos não agrícolas no mês até meados de fevereiro, o que representaria uma segunda melhoria mensal consecutiva nas contratações. No entanto, os analistas também estarão observando o que acontece com a taxa de participação da forla de trabalho, que caiu para o nível mais baixo desde junho em janeiro, quando trabalhadores desanimados pararam de procurar trabalho.

Os números vêm um dia depois de um pequeno aumento nos pedidos semanais de seguro-desemprego.


5. Petróleo amplia ganhos após surpresa com OPEP+

Os preços do petróleo bruto atingiram o nível mais alto desde janeiro de 2020, conforme analistas correram para atualizar as previsões de preços na sequência da surpreendente decisão da OPEP e seus aliados de manter a produção efetivamente inalterada em abril. Muitos esperavam um aumento de 1,5 milhão de barris por dia ou mais.

A decisão significa que reduções nos estoques globais provavelmente se acelerarão se a economia do Hemisfério Norte puder continuar a reabrir após o pico de inverno da Covid-19. O Citigroup (NYSE:C) agora espera que os preços do Brent atinjam US$ 70 o barril até o final do mês, enquanto os analistas do Goldman Sachs (NYSE:GS) esperam para vê-lo em US$ 80 no terceiro trimestre do ano.

A notícia também sustentou uma forte oferta de ações de petróleo e gás, com um punhado de ações de grandes empresas europeias e de serviços de campos petrolíferos atingindo máximas de 13 meses.


Fonte: Investing

2 visualizações0 comentário