Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira - Investing

Investing.com - Trump está infectado com Covid-19, divulgação das folhas de pagamento de setembro e ainda não há acordo sobre um quarto pacote de estímulo em Washington.

As ações estão caindo devido a uma combinação de vírus e preocupações econômicas, e os preços do petróleo operam em baixa, na mínima de três semanas.

Aqui está o que você precisa aber sobre os mercados financeiros na sexta-feira, 2 de outubro.


1. Trump testa positivo para Covid-19

O presidente Donald Trump e a primeira-dama Melania Trump testaram positivo para Covid-19, disse a Casa Branca. O Dr. Sean Conley disse em um memorando publicado que Trump estava "bem" e continuaria a cumprir suas obrigações na Casa Branca enquanto estivesse em quarentena.

O vice-presidente Mike Pence também foi testado para o vírus. O resultado do seu teste ainda não foi publicado.

Trump parece ter contraído o vírus de Hope Hicks, que testou positivo na quarta-feira e viajou com Trump para o primeiro debate presidencial em Cleveland.


2. Ações caem com aumento do risco político

Os futuros de ações dos EUA caíam cerca de 1,5% em resposta ao aumento da incerteza política decorrente do diagnóstico de Covid de Trump.

Às 8h24 (horário de Brasília), os futuros do Dow caíam 396 pontos, ou 1,4%, enquanto os do S&P 500 caíam 1,5% e os do Nasdaq, 2,2%.

O mercado também foi perturbado pelo fracasso das negociações entre a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, para chegar a um acordo sobre um novo pacote de estímulo. As negociações devem continuar sexta-feira.

As ações que provavelmente estarão em foco na sexta-feira incluem a operadora de cruzeiros Carnival (NYSE:CUK), que irá publicar seus resultados um dia após estender a suspensão de seus cruzeiros nos EUA até o final do ano. A Exxon Mobil Corp (NYSE:XOM) também estará no centro das atenções, tendo emitido uma prévia sombria de seus resultados do terceiro trimestre após o fechamento na quinta-feira.


3. Risco em todo o mundo

Ativos de risco em todo o mundo caíam e os portos-seguro subiam em uma reação instintiva e amplamente indiferenciada às notícias do diagnóstico de Covid-19 de Trump, que lança um grande ponto de interrogação sobre o curso da campanha eleitoral presidencial, aumentando os níveis já elevados de incerteza política .

O Índice Dólar subia 0,1% para 93,85, apesar de perder terreno contra o franco suíço e o iene japonês, duas moedas com credenciais de porto-seguro ainda mais fortes.

Os mercados acionários europeus perderam entre 0,5% e 1% com as notícias, enquanto o  ouro futuros caía 0,1% para US$ 1.913,70 a onça. Números recordes de inflação baixa para a zona do euro no mês passado fortaleceram as esperanças de mais estímulos do Banco Central Europeu até dezembro.


4. Espera-se que o crescimento das folhas de pagamento desacelere

Os EUA publicarão seu relatório oficial sobre o mercado de trabalho para setembro, tendo como pano de fundo um relatório de folhas de pagamento do ADP melhor do que o esperado, mas pedidos iniciais de seguro-desemprego teimosamente altos.

Os analistas esperam que a economia dos EUA tenha adicionado 850.000 empregos no mês até meados de setembro, uma desaceleração de 1,37 milhão em relação ao mês passado. A taxa de desemprego deverá ter caído de 8,4% para 8,2% da força de trabalho.

Os números, embora "dignos de nota", não mudarão a percepção de que o mercado de trabalho dos EUA está "em dificuldades", disse Marc Chandler, da Bannockburn Global Forex.

Após os dados da folha de pagamento, vêm os dados de pedidos de fábrica de agosto e a pesquisa opinião do consumidor da Universidade de Michigan, ambas às 11h.


5. Petróleo atinge mínima de três semanas

Os preços do petróleo bruto caíram para seus níveis mais baixos em quase três semanas com a falta de progresso em um pacote de estímulo, a disseminação mais ampla do coronavírus enquanto o hemisfério norte se encaminha para o inverno e os efeitos indiretos do diagnóstico de Trump, tudo combinado para enfraquecer o sentimento.

A falta de um pacote de estímulo tem efeitos imediatos para o setor de aviação dos EUA, que voltou ao modo de crise na ausência de novo apoio governamental (os problemas do setor aéreo também interromperam gravemente uma tentativa de recapitalização de 5 bilhões de libras pelo fabricante de motores aeronáuticos Rolls Royce (LON:RR) no Reino Unido).

Às 8h24, os futuros de petróleo dos EUA caíam 4%, para US$ 37,16 o barril, enquanto os futuros do Brent caíam 4%, para US$ 39,30 o barril. A contagem de plataformas da Baker Hughes, como de costume, termina a semana no final da tarde. juntamente com os dados do CFTC sobre posicionamento especulativo.


Fonte: Investing

2 visualizações0 comentário