Fique com as principais notícias da ultima semana! 07/06/2021 a 11/06/2021 – Investing

Clique no título abaixo para navegar até a notícia.


1.CPI, Copa América e crise hídrica em foco após máximas do Ibovespa

2.Acordo tributário do G-7

3.Ações se consolidam perto de níveis recordes

4.Inflação no centro das atenções

5.Petróleo perde força antes das negociações do Irã

6.Ibovespa segue em disparada

7.Tesla sofre alguns golpes

8.Ações fracas antes de dados de inflação

9.Investidores institucionais abandonam o Bitcoin

10.Impostos corporativos do G-7 encontram oposição

11. Banco e vacinas

12.Briga UE vs. Reino Unido precede o encontro do G-7

13. Ações dos EUA mistas; inflação em destaque

14.Bug de software interrompe sites

15.Petróleo sobe

16.Inflação aqui

17.E inflação lá

18.Reunião de política do BCE

19.Bitcoin impulsionado por El Salvador

20.Maiores estoques de gasolina nos EUA diminuem o otimismo com petróleo

21.Sem máscara?

22.Compromisso com a infraestrutura

23.Europa em recuperação

24.Bitcoin classificado pela Basileia

25.Petróleo sobe; IEA vê maior produção



Segunda-feira, dia 07 de Junho de 2021.

1. CPI, Copa América e crise hídrica em foco após máximas do Ibovespa

O Ibovespa registrou, na semana passada, novas máximas históricas. Na sexta-feira, o principal índice da bolsa de valores brasileira fechou aos 130.125 pontos.Nesta semana, além dos movimentos do principal índice acionário brasileiro, o foco dos investidores deve estar nos desenvolvimentos da CPI da Covid, da Copa América e da crise hídrica, mesmo após a ONS declarar que que as medidas preventivas que adotou vão garantir o abastecimento de energia no Brasil neste ano.

No calendário econômico, a semana será marcada pela divulgação dos dados de vendas no varejo em abril, na terça-feira; IPCA, na quarta-feira; e crescimento do setor de serviços em abril, na sexta-feira.O Brasil registrou no domingo 873 novas mortes em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 473.404, informou o Ministério da Saúde. Também foram contabilizados, de acordo com a pasta, 39.637 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 16.947.062.Nessa frente, é alvo de debates a adoção, pela Anvisa, de um meio termo para liberar a importação das vacinas Sputnik e Covaxin. Por meio da aprovação, o Brasil deve ser capaz de levantar informações de eficácia e qualidade que, até agora, os laboratórios não forneceram.


2. Acordo tributário do G-7

O G-7 concordou, no fim de semana, em uma taxa mínima de imposto corporativo global de pelo menos 15% como parte de um acordo mais amplo sobre como tributar empresas multinacionais como Amazon (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34) e Google (NASDAQ:GOOGL) (SA:GOGL34).“As sete nações industrializadas mais importantes hoje apoiaram o conceito de tributação mínima para empresas. Isso é uma notícia muito boa para a justiça fiscal e uma má notícia para os paraísos fiscais em todo o mundo”, disse o ministro das Finanças alemão, Olaf Scholz.Este acordo histórico, em andamento há oito anos, marca um grande passo na reescrita de um sistema global que muitos disseram permitir que grandes empresas economizem bilhões de dólares em contas fiscais mudando jurisdições. O acordo abre caminho para taxas sobre as multinacionais em países onde elas ganham dinheiro, em vez de apenas onde estão sediadas.“Há uma série de empresas multinacionais americanas de grande porte que acabarão pagando mais impostos em países ao redor do mundo, onde talvez no momento não seja o caso”, disse o secretário-geral da OCDE, Mathias Cormann, em entrevista à rádio BBC.De acordo com o comunicado após a reunião de Londres, os países onde operam grandes empresas teriam o direito de tributar “pelo menos 20%” dos lucros superiores a uma margem de 10%. Isso se aplicaria às "maiores e mais lucrativas empresas multinacionais".No entanto, é improvável que essas empresas multinacionais sofram grandes golpes nos preços de suas ações na segunda-feira, pois ainda há muitos obstáculos a serem vencidos antes que este acordo entre em vigor.O foco agora mudará para uma reunião de julho dos ministros das finanças do G-20 na Itália, bem como para as conversas de longa data entre cerca de 140 países na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico.Além disso, a margem de 10% pode descartar a Amazon, que tem margens de lucro menores do que a maioria das empresas de tecnologia. A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse que esperava que a gigante do comércio eletrônico fosse incluída, algo com que Cormann da OCDE concordou.No entanto, isso ilustrou dificuldade de colocar números reais em amplo acordo, e os detalhes finais ainda precisam ser apresentados a um Congresso, profundamente dividido, para aprovação.


3. Ações se consolidam perto de níveis recordes

As ações dos EUA devem abrir ligeiramente mais baixas na segunda-feira, consolidando-se perto de níveis recordes após outra semana positiva.Às 9h (horário de Brasília), os futuros do Dow Jones subiam 48 pontos, ou 0,1%, o S&P 500 futuros operava estável e os futuros do Nasdaq 100 caíam 0,1%.Os principais índices fecharam em alta na sexta-feira, depois que o último relatório de empregos mostrou que 559.000 empregos não agrícolas foram adicionados em maio. Isso foi um pouco menos do que o esperado, aliviando a pressão sobre o Federal Reserve para conter suas políticas monetárias flexíveis, embora ainda apontando para uma economia em recuperação.O índice S&P 500 está a apenas 0,2% de seu recorde intradiário estabelecido em maio, e subiu 0,6% na semana passada, levando seus ganhos de 2021 para mais de 12%. O Dow Jones Industrial Average e o NASDAQ Composite também registraram ganhos na semana passada, e também subiram 13% e 7% este ano, respectivamente.A lista de dados econômicos está em grande parte vazia na segunda-feira, e o foco principal será na divulgação da inflação na quinta-feira para pistas sobre o pensamento do Federal Reserve.Nas notícias corporativas, os gigantes da tecnologia mal pestanejaram com a notícia de um acordo tributário do G-7, com a Amazon anunciando planos para contratar 3.000 novos funcionários com contratos permanentes neste ano na Itália como parte de seu objetivo de aumentar seus investimentos no país.As chamadas “ações meme” provavelmente estarão em foco na segunda-feira, após GameStop (NYSE:GME), AMC Entertainment (NYSE:AMC) e BlackBerry (NYSE:BB) fecharem a sexta-feira no vermelho, apesar dos ganhos massivos nas negociações voláteis ao longo da semana.


4. Inflação no centro das atenções

O mercado se concentrou na semana passada no mercado de trabalho dos EUA - esta semana é a vez da inflação ganhar os holofotes.

Todos os olhos estarão voltados para os dados do IPC de maio, com divulgação na quinta-feira, depois que uma inflação muito mais forte do que o esperado gerou uma liquidação no mês passado, já que pressões de preços crescentes podem forçar o Fed a começar a desenrolar o estímulo mais cedo do que o previsto.O número anual do IPC subiu para 4,2% em abril, a maior alta desde setembro de 2008, com a recuperação econômica dos EUA acelerando e os preços da energia subindo. Espera-se que os dados de maio mostrem outro aumento substancial, de 4,7% no ano.A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, acrescentou outro ponto de discussão no fim de semana quando disse que o plano de gastos de US$ 4 trilhões do presidente Joe Biden seria bom para os EUA, mesmo que contribua para o aumento da inflação e resulte em taxas de juros mais altas."Há uma década lutamos contra a inflação que está muito baixa e as taxas de juros muito baixas", disse Yellen, em entrevista ao Bloomberg News. “Queremos que eles voltem a um ambiente normal de taxa de juros e, se isso ajudar um pouco a aliviar as coisas, não é uma coisa ruim - é uma coisa boa."A leitura da inflação é um dos últimos dados econômicos importantes antes da próxima reunião do Fed em 15 e 16 de junho, e as autoridades do banco estarão em seu tradicional período de silêncio durante a próxima semana antes dessa reunião.


5. Petróleo perde força antes das negociações do Irã

Os preços do petróleo bruto perdiam força na segunda-feira, caindo de novas máximas de vários anos, conforme os investidores realizavam lucros antes do reinício das negociações entre o Irã e as potências mundiais no final da semana sobre um acordo nuclear.Às 9h, o petróleo dos EUA caía 0,2%, para US$ 69,46 o barril, depois de tocar anteriormente US$ 70 pela primeira vez desde outubro de 2018. O Brent caía 0,3%, para US$ 71,67, após atingir US$ 72,26, a máxima desde maio de 2019.Uma queda anual de 14,6% nas importações de petróleo bruto da China em maio, como visto em dados divulgados na segunda-feira, pesou sobre os preços, mas a maioria dos investidores está se concentrando na nova rodada de negociações entre o Irã e potências globais em Viena sobre um acordo nuclear, a partir de quinta-feira.Uma conclusão bem-sucedida poderia incluir o levantamento de sanções econômicas por Washington sobre as exportações de petróleo iraniano, resultando potencialmente em 500.000 a 1 milhão de barris de petróleo por dia reentrando no mercado global.Houve rumores positivos provenientes de fontes europeias sobre um acordo que está sendo fechado nesta semana. Mas já ouvimos isso antes e muitas das decisões mais difíceis ainda estão por vir, especialmente porque o relacionamento mais tenso é entre os EUA e o Irã, não as potências europeias.Ainda assim, os preços do petróleo saltaram mais de 40% este ano devido à recuperação da demanda nos EUA, na Europa e na China, à medida que os governos suspendem as restrições da Covid-19, mesmo com os principais produtores de petróleo, um grupo conhecido como Opep+, adicionando gradualmente mais oferta ao mercado ."A força do mercado na semana passada veio apesar do ruído dos produtores de petróleo russos de que eles esperavam que a Opep+ concordasse em aumentar ainda mais a produção quando se reunissem em julho", disseram analistas do ING, em nota. “É evidente que o mercado continua focado nos indicadores de demanda, que continuam melhorando.”


Terça-feira, dia 08 de Junho de 2021.

6. Ibovespa segue em disparada

Pela primeira vez aos 131 mil pontos, puxado principalmente pelos bancos, o Ibovespa terminou a segunda-feira em sua oitava alta seguida, marcando sua maior série de ganhos desde 2018.A tendência de alta do principal índice da bolsa de valores brasileira destoa da cautela de mercados do exterior e ignora os ainda altos números da Covid-19 no país, além das perturbações políticas com a CPI da Covid no Senado. No entanto, os investidores ficam de olho na agenda de reformas, com a promessa do presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL) de avançar com as reformas tributária e administrativa, disse ontem em evento do Bradesco BBI. Além disso, a Medida Provisória (MP) da privatização da Eletrobras (SA:ELET3) no Senado está no radar dos investidores.O Brasil registrou na segunda-feira 1.010 novas mortes em decorrência da Covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 474.414, informou o Ministério da Saúde. Também foram contabilizados, de acordo com a pasta, 37.156 novos casos de coronavírus, com o total de infecções no país avançando para 16.984.218.


7. Tesla sofre alguns golpes

A agitação em torno da Tesla parece estar se dissipando, com a fabricante de carros elétricos sofrendo alguns golpes recentemente.Na segunda-feira, a empresa anunciou que o executivo de longa data Jerome Guillen deixou a empresa. Isso ocorreu após o cancelamento da produção da variante mais cara de seu carro-chefe, o Model S Plaid Plus.Guillen era um dos quatro principais membros da liderança da Tesla e era visto como chave. Mas houve atrasos na entrega do caminhão comercial semi-elétrico movido a bateria, área da empresa que ele supervisionou nos últimos três meses, em meio a restrições no fornecimento de células de bateria.Além desses problemas, a concorrência está aumentando.Globalmente, a Tesla foi a maior vendedora de carros elétricos em 2020, mas está perdendo participação de mercado no importante mercado europeu para os fabricantes nacionais, especialmente a Volkswagen da Alemanha (DE:VOWG_p). A empresa norte-americana viu sua participação no mercado de veículos elétricos cair 10% na Europa no ano passado, apesar de seu mercado ter aumentado 123% no geral.Na China, o segundo maior mercado da Tesla, os pedidos de veículos caíram quase pela metade em maio em relação a abril, em um contexto de maior fiscalização do governo.

Além disso, a Reuters informou na terça-feira que a Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34) está em negociações iniciais com algumas empresas chinesas sobre o fornecimento de baterias para seu veículo elétrico.A Apple ainda não fez um anúncio público sobre seus planos no ramo de automóveis, mas a Reuters relatou anteriormente que a gigante da tecnologia tem trabalhado em tecnologia de direção autônoma e tem como meta para 2024 a produção de um veículo de passageiros.As ações da Tesla subiam no pré-mercado, mas caíram mais de 14% desde o início do ano. Obviamente, isso parece fraco ao lado dos ganhos de mais de 800% nos últimos três anos, mas cria muito downside!


8. Ações fracas antes de dados de inflação

As ações dos EUA devem abrir de forma moderada na terça-feira, com investidores cautelosos antes da divulgação dos principais dados de inflação.Às 8h50 (horário de Brasília), o Dow Jones futuros caía 22 pontos, menos de 0,1%, o S&P 500 futuros estava 0,1% mais alto e o Nasdaq 100 futuros subia 0,4%.Os principais índices foram negociadas em intervalos estreitos neste mês, e na segunda-feira o blue-chip Dow caiu 0,4%, o amplo S&P 500 caiu 0,1%, enquanto o tecnológico Nasdaq Composite teve desempenho superior, ganhando 0,5%.Os investidores estão relutantes em assumir posições pesadas antes da divulgação dos últimos números da inflação na quinta-feira após o relatório de empregos da última sexta-feira. Enquanto os EUA criaram menos empregos do que o esperado em maio, a taxa de desemprego caiu de 6,1% para 5,8% e houve sinais de que o crescimento dos salários também acelerou.Economistas esperam que o IPC de maio suba 4,7% em relação ao ano anterior, de acordo com o Investing.com, um salto dos 4,2% de abril, que foi o aumento mais rápido desde 2008.Este número é um dos últimos dados econômicos importantes antes da próxima reunião do Fed em 15 e 16 de junho, com um grande salto potencialmente levando os funcionários do banco central a preparar os mercados para uma redução gradual de suas compras de ativos.Nas notícias corporativas, as chamadas “ações meme” deverão estar em foco novamente na terça-feira, após players como GameStop (NYSE:GME), AMC Entertainment (NYSE:AMC) e BlackBerry (NYSE:BB) registrarem ganhos percentuais de dois dígitos na segunda-feira.A Securities and Exchange Commission anunciou na segunda-feira que está observando os mercados e procurando por quaisquer sinais de má conduta e manipulação, dizendo: "Nós agiremos para proteger os investidores de varejo se violações das leis federais de valores mobiliários forem encontradas."A Biogen (NASDAQ:BIIB) (SA:BIIB34) também pode estar no centro das atenções depois que as ações da biotecnologia ganharam quase 40% na segunda-feira, devido à aprovação da FDA de seu inovador medicamento para Alzheimer.


9. Investidores institucionais abandonam o Bitcoin

Uma das primeiras críticas às criptomoedas foi o potencial vínculo com a atividade criminosa. Essa narrativa foi amplamente desmascarada, com um relatório de 2021 da Chainalysis, uma empresa de software com sede em Nova York, afirmando que em 2020 a parcela criminosa de todas as atividades de criptomoeda era de apenas 0,34% (US$ 10,0 bilhões em volume de transações).Dito isso, o preço do Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo por capitalização de mercado, caiu cerca de 8% depois que as autoridades americanas anunciaram na segunda-feira que recuperaram quase todo o resgate em Bitcoin pago aos autores do ataque cibernético na ColonialPipelines no mês passado, que resultou no fechamento do maior gasoduto do país.A ação sinaliza a capacidade da polícia dos EUA de rastrear criptomoedas e apreender fundos, uma ferramenta potencialmente poderosa no combate a ataques de ransomware.Um motivo mais significativo para a venda é, provavelmente, a continuação das vendas por investidores institucionais.De acordo com um relatório da CoinShares, divulgado segunda-feira, os investidores institucionais continuam a reduzir sua exposição à moeda digital, com produtos de investimento em BTC tendo uma saída recorde de US$ 141 milhões na semana passada.Os dados seguem vendas institucionais pesadas em meio ao colapso dramático do mercado de criptomoedas em maio, com as instituições retirando quase US$ 100 milhões de produtos criptográficos entre 10 e 16 de maio.O Bitcoin caiu mais de 40% no último mês, mas a criptomoeda ainda está em dia, e mais de 240% maior em relação ao ano passado.


10. Impostos corporativos do G-7 encontram oposição

Não demorou muito para que surgisse a oposição ao plano de impostos corporativos do G-7.O G-7 concordou no fim de semana em uma taxa mínima de imposto corporativo global como parte de um acordo mais amplo sobre como tributar empresas multinacionais como Amazon (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34) e Google (NASDAQ:GOOGL) (SA:GOGL34).Este acordo será agora submetido ao G-20 nos próximos meses, com a aprovação final - em negociações sob a liderança da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico - necessária em cerca de 140 nações.Fazer com que todas essas nações se inscrevam será complicado, especialmente porque algumas delas usaram deliberadamente baixas taxas de impostos corporativos para atrair investimentos estrangeiros. No entanto, a principal oposição poderia vir de dentro do próprio G-7.Vários republicanos do Senado dos EUA rejeitaram o acordo na segunda-feira, levantando questões sobre a capacidade dos EUA de implementar um acordo global mais amplo.Os ministros das finanças do G-7 concordaram em buscar uma alíquota tributária mínima global de pelo menos 15%, mas o presidente Joe Biden apresentou ao Congresso uma alíquota tributária corporativa de 21% para os lucros das empresas americanas registradas no exterior.Qualquer discrepância pode significar que as empresas americanas estariam efetivamente pagando uma sobretaxa sobre os lucros de alguns países, o que provavelmente seria difícil de vender para um Congresso profundamente dividido.


Quarta-feira, dia 09 de Junho de 2021.

11. Banco e vacinas

O foco corporativo no Brasil deve se manter no setor financeiro após o aporte de US$ 500 milhões do megainvestidor bilionário Warren Buffett no banco digital Nubank, tornando-o o mais valioso do mundo na categoria.“A nova rodada é fruto do crescimento hiper-acelerado e sustentável do Nubank. A empresa é o maior banco digital do mundo em número de clientes”, disse o banco em nota.Enquanto isso, os EUA devem enviar um primeiro lote de 3 milhões de doses de vacina contra Covid-19 da Janssen, da multinacional Johnson&Johnson, com data de validade de 27 de junho, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em depoimento à CPI da Covid do Senado nesta terça-feira (8).Já o IPCA de maio foi divulgado às 09h00, com avanço de 0,83% na base mensal e de 8,06% no acumulado em 12 meses. Os dados vieram acima da previsão dos economistas de 0,71% e 7,93%, respectivamente.O Ibovespa Futuro e o dólar abriram estável, ambos com leve baixa. O índice futuro recuava 0,06% e o dólar caía 0,01% a R$ 5,0318.


12. Briga UE vs. Reino Unido precede o encontro do G-7

O presidente dos EUA, Joe Biden, parte para o Reino Unido nesta quarta-feira (9) na primeira viagem ao exterior desde que assumiu o cargo, em direção a St. Ives, na Cornualha, para uma reunião do G-7.A reunião provavelmente será dominada por discussões sobre a disponibilidade de vacinas contra o coronavírus, em meio a diferenças sobre como disponibilizar mais doses para países de baixa renda, bem como os direitos de propriedade intelectual para os fabricantes de medicamentos.Dito isso, antes da reunião de quinta-feira, autoridades britânicas e da União Europeia devem se reunir para tentar neutralizar uma disputa sobre a Irlanda do Norte que ameaça se transformar em uma ação legal.Em causa está o funcionamento do Protocolo da Irlanda do Norte, parte do acordo Brexit que criou uma fronteira comercial no mar da Irlanda, a fim de impedir o controle de mercadorias ao longo da fronteira terrestre irlandesa.Como consequência, as mercadorias que chegam à Irlanda do Norte vindas do Reino Unido agora precisam cumprir um conjunto diferente de verificações de saúde e segurança estipuladas pela UE, e o fornecimento de alimentos e medicamentos para a província foi afetado.


13. Ações dos EUA mistas; inflação em destaque

As ações americanas devem abrir praticamente inalteradas nesta quarta, com os investidores evitando assumir posições antes de uma leitura importante da inflação dos EUA no final desta semana.Às 9h27, os futuros de Dow Jones caíam 0,02%, enquanto os futuros do S&P 500 e do Nasdaq avançavam respectivamente 0,1% e 0,25%.A cautela antes da divulgação dos últimos números da inflação dos EUA na quinta-feira está limitando a atividade, já que os investidores temem que um número forte possa aumentar a pressão sobre o Federal Reserve para começar a conter a postura de política monetária muito acomodativa.Os economistas esperam que o IPC de maio suba 4,7% em relação ao ano anterior, um salto dos 4,2% de abril, que foi o aumento mais rápido desde 2008. Se o cenário inflacionário da China servir de guia, o mercado está prendendo a respiração por uma causa justa.Os preços de fábrica chineses subiram no ritmo anual mais rápido em mais de 12 anos em maio, impulsionados pela alta nos preços das commodities, destacando as crescentes pressões inflacionárias globais.O IPP da China subiu 9% no ano, um salto acentuado em relação ao aumento de 6,8% em abril, impulsionado por aumentos significativos nos preços do petróleo bruto, minério de ferro e metais não ferrosos.


14. Bug de software interrompe sites

Foi um bug de software que causou a maior interrupção global da internet na terça-feira, disse a Fastly, a empresa por trás do incidente, e foi acionado quando um de seus clientes alterou suas configurações."Esta interrupção foi ampla e severa, e realmente lamentamos o impacto para nossos clientes e todos que dependem deles", disse a empresa em um blog de autoria de Nick Rockwell, o executivo sênior de engenharia e infraestrutura.O problema foi detectado, diagnosticado e corrigido em pouco tempo, ajudando as ações da Fastly a se recuperarem de perdas de cerca de 4% na manhã de terça-feira, para fechar quase 11% a mais. O papel também está quase 2% acima do preço de mercado de quarta-feira."Incidentes como este sublinham a fragilidade da Internet e sua dependência de uma colcha de retalhos de tecnologia fragmentada. Ironicamente, isso também destaca a força inerente e a rapidez com que pode se recuperar", disse Ben Wood, analista-chefe da CCS Insight, em uma entrevista à Reuters.A Fastly opera um grupo de servidores estrategicamente localizados em todo o mundo para ajudar os clientes a mover e armazenar conteúdo perto de seus usuários finais com rapidez e segurança, incluindo os jornais The Guardian e New York Times, bem como os sites do governo britânico, do Reddit e da Amazon (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34).


15. Petróleo sobe

Os preços do petróleo bruto subiam nesta quarta, ajudados pela confiança crescente sobre as perspectivas da demanda de combustíveis à medida que a economia global se recupera, especialmente os EUA, o maior consumidor do mundo.Às 9h29, o petróleo WTI subia 0,61% a US$ 70,47 o barril, após fechar na terça acima da marca de US$ 70 pela primeira vez desde outubro de 2018. O Brent subia 0,71% a US$ 72,72, depois de chegar anteriormente a US$ 72,83, o maior patamar desde maio de 2019.Na terça-feira, o American Petroleum Institute informou que os estoques de petróleo dos EUA caíram 2,1 milhões de barris na semana encerrada em 4 de junho. Se confirmado pela Administração de Informação de Energia dos EUA no final do dia, esta seria a terceira queda semanal consecutiva nos estoques americanos.Além disso, o EIA elevou sua previsão de consumo de combustível neste ano no país para 1,49 milhão de barris por dia, ante uma previsão anterior de 1,39 milhão de barris por dia.


Quinta-feira, dia 10 de Junho de 2021.

16. Inflação aqui

Após o IBGE divulgar uma inflação acumulada no Brasil de 8,06% nos últimos doze meses, acima das expectativas do mercado, o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, reconhece que o país enfrenta um cenário desafiador em termos inflacionários, afirmando ser provável que a inflação registre um pico nos meses de junho e julho.Em participação em evento remoto promovido pelo Brazil-Florida Business Council, Sachsida afirmou que o ministério tem trabalhado fortemente para trazer a inflação de volta à meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para 2021 ao fim do ano."No momento, temos alguns problemas com a inflação, eu entendo, e provavelmente a inflação atingirá o pico em junho e julho. No entanto, estamos trabalhando muito para que fique dentro da meta até o final do ano", disse o secretário.


17. E inflação lá

Enquanto isso, o dado mais esperado pelos investidores do mundo inteiro finalmente sairá às 9h30, horário de Brasília. A expectativa é que a inflação medida pelo índice de preços ao consumidor dos EUA, divulgada pelo Departamento do Trabalho do país, mostre uma aceleração de 0,4% em maio, empurrando a inflação anual acima dos 4,2% de abril, já a mais alta em mais de uma década, para 4,7%.A divulgação será uma das principais antes da próxima reunião de política monetária do Fed, de 15 a 16 de junho.Os preços ao consumidor estão subindo rapidamente com a reabertura da economia após a pandemia. “Provavelmente teremos outro choque inflacionário em junho”, disseram analistas do Nordea, em uma relatório, “mas a questão é se o mercado vai explicá-lo como um efeito transitório”.Além disso, também será divulgado o número de americanos que entraram com novos pedidos de seguro-desemprego na semana encerrada em 5 de junho. A expectativa é de uma queda de 15.000, para 370.000.As ações dos EUA permaneceram praticamente inalteradas no pré-mercado, continuando as negociações apáticas da semana, com os investidores aguardando cautelosamente a inflação americana.Às 9h00, os futuros do Dow Jones e do S&P 500 subiam respectivamente 0,14% e 0,01%, enquanto os do Nasdaq 100 recuavam 0,32%.


18. Reunião de política do BCE

O Banco Central Europeu concluiu hoje a última reunião de política monetária, em que manteve a compra de títulos em níveis elevados e um fluxo generoso de estímulos para sustentar a recuperação fraca da economia.A presidente do BCE, Christine Lagarde, afirmou recentemente que é "muito cedo" para discutir a redução gradual do programa de compras de emergência da pandemia de 1,85 trilhão de euros do banco, sugerindo que qualquer discussão sobre a redução gradual nesta reunião seria curta. Principalmente porque foi apenas no final de março que o banco central acelerou o programa de compra de títulos para manter os custos dos empréstimos sob controle.No entanto, um diálogo completo e franco terá que acontecer em breve, dado o pano de fundo de uma economia ressurgente alimentada por taxas de vacinação mais altas e infecções em queda. Juntamente com isso, é provável que o BCE aumente a maioria, senão todas as suas previsões de crescimento e inflação ainda hoje.


19. Bitcoin impulsionado por El Salvador

O Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo por capitalização de mercado, continuou a subir na quinta-feira, aumentando os ganhos substanciais de quarta depois que El Salvador se tornou o primeiro país a adotar a moeda digital como moeda corrente.Às 9h02, o Bitcoin era negociado em alta de 8,01%, a US$ 37.836, após um salto de 13% na quarta-feira.A decisão do país significa que os preços agora podem ser mostrados em Bitcoin, as contribuições fiscais podem ser pagas com a moeda digital e as trocas não estarão sujeitas ao imposto sobre ganhos de capital.Os defensores da criptomoeda há muito o veem como uma alternativa viável às moedas fiduciárias, e isso sem dúvida dará a essa visão alguma credibilidade.Dito isso, resta saber se a moeda digital pode sair da faixa de US$ 30.000 a US$ 40.000 que está em vigor desde o colapso de um recorde de quase US$ 65.000 em abril.Pesando na moeda digital estão as críticas do influente empresário Elon Musk às necessidades de energia exigidas para explorá-la, bem como uma repressão regulatória chinesa.


20. Maiores estoques de gasolina nos EUA diminuem o otimismo com petróleo

Os preços do petróleo bruto ficaram praticamente inalterados na quinta, lutando para adicionar mais ganhos depois que os crescentes estoques de gasolina dos EUA cortaram o otimismo para o aumento da demanda nos EUA.Por volta das 9h02, os preços do petróleo WTI subiram 0,1% para US$ 70,04 o barril, após no início desta semana fecharem acima da marca de US$ 70 pela primeira vez desde outubro de 2018. Já o Brent avançou 0,25% para US$ 72,40, logo abaixo do nível mais alto desde maio de 2019.Na quarta-feira, os dados de abastecimento de petróleo bruto dos EUA mostraram uma queda, pela terceira semana consecutiva, de pouco mais de 5 milhões de barris para a semana encerrada em 4 de junho.

<